Pages Menu
TwitterRssFacebook
E-mail *
Categories Menu

Inserido por em Set 10, 2014 em Tipo de Celulite, Tratamento para Celulite | 0 Comentários

Como tratar a Celulite bacteriana na perna

Bem diferente do que acontece nas pernas das mulheres, que não geram danos a saúde, mas que aterrorizam as mesmas, a celulite infecciosa, que também é chamada de celulite bacteriana na perna, é uma doença bastante grave que poderá ser considerada como algo letal. Este problema ocorre quando os tecidos subcutâneos que ficam abaixo da pele inflamam.

As celulites infecciosas são provocadas por vários tipos de bactérias e os recém nascidos estão mais sujeitos a uma ação de estreptococos, estafilococos, entre outros, já os idosos poderão ser afetados por micro organismos diferenciados do tipo dos pseudômonas.

Toda a infecção ocorre quando existir uma porta de entrada, como por exemplo uma ferida ou uma picada de inseto, um problema que poderá acontecer até mesmo no rosto, em função de acnes, ou ainda problemas odontológicos. Todos estes casos devem ser cuidadosamente avaliados, já que a celulite infecciosa na face poderá gerar uma meningite bacteriana ou mesmo lesões nos seus olhos.

Este tipo de infecção poderá ainda se manifestar como bolhas dolorosas, capazes de gerar uma necrose do tecido da pele ao se romperem. Em casos mais graves, o problema poderá evoluir para uma infecção generalizada, gerando até mesmo um risco grave de morte para os pacientes.

celulite-bacteriana-perna

Eliminar Celulite

Os sintomas da celulite infecciosa de perna

Como sintomas principais da celulite infecciosa de pele, podemos citar episódios de febres, dores no corpo, manchas ardentes nos locais que são afetados, inchaços locais, inflamações de gânglios linfáticos, ou seja, as chamadas ínguas, bem como áreas avermelhadas pelo seu corpo.

Como tratar as celulites infecciosas nas pernas

Todo o combate a infecção deverá se dar por uma administração de vários tipos de antibióticos determinados, e depende de vários tipos de agentes causadores.

  • No caso dos estafilococos, normalmente é possível se utilizar a dicloxacilina, com isto em casos mais graves também temos o estafilococos, onde se prescreve a oxacilina, ou a nafcilina.
  • Para os estreptococos, é possível se utilizar a penicilina por via oral, podendo em casos mais graves serem administradas a penicilina por via endovenosa e misturada a compostos de clindamicina. Caso o paciente seja alérgico a penicilina, é possível se orientar a utilização de clindamicina em casos graves, e também a eritromicina em casos que são mais leves.
  • Para que possa diminuir todo o desconforto que é gerado por causa dos sintomas de infecção, é possível se elevar as regiões afetadas e a tornar imóvel para reduzir o seu inchaço. Com isto devem-se aplicar curativos frios e úmidos para curar a doença.

As regiões mais afetadas pela celulite infecciosa

Como regiões mais afetadas pela celulite infecciosa temos as pernas, os pés e o rosto. Em todos os casos, ela é considerada como uma doença grave, mas é mais grave ainda quando ela se instala no rosto devido aos riscos de meningite bacteriana.

Por isso caso você perceba algum episódio do problema, é bem importante que procure imediatamente por ajuda médica.

E-mail *


Responder

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *